Roteiro de 2 dias em Cambará do Sul: Cânion Itaimbezinho e Cânion Fortaleza

Cambará do Sul é um dos lugares mais incríveis que já conheci no Brasil. A cidade, conhecida como Terra dos Cânions, fica na região dos Campos de Cima da Serra, na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina.

São muitas cachoeiras, cânions, araucárias e paisagens lindas pra quem gosta de ecoturismo. Como tive apenas dois dias por lá, conheci os famosos Cânions Itaimbezinho e Fortaleza, mas a região tem muito mais a explorar.

Dia 1 – Cânion Itaimbezinho

Saí de Porto Alegre às 8h30 e cheguei no Parque Nacional de Aparados da Serra ao meio dia. Fui de carro, e foram 240 km de estrada até lá. Os últimos 17 km não são asfaltados, mas são muito tranquilos de serem feitos com carros baixos e que não tenham 4×4.

Estrada-Canion-Itaimbezinho-Cambara-do-Sul

O Parque não cobra entrada e tem um centro de visitantes com guias que explicam mais sobre os cânions e sobre a duração das trilhas.

Eu fiz as duas trilhas autoguiadas do parque, a Trilha do Cotovelo e a Trilha do Vértice, e são ambas bem sinalizadas. Já a Trilha do Rio do Boi, feita dentro da fenda do Itaimbezinho e no leito do Rio do Boi, só pode ser feita com guia.

Trilhas-Canion-Itaimbezinho-Cambara-do-Sul

Trilha do Cotovelo

São 6 km de ida e volta, em uma trilha leve e plana.

Demorei 50 minutos até o Mirante do Urubu, de onde se tem a primeira vista dos Cânions, e mais 10 minutos até o Mirante do Cotovelo, onde fica o final da trilha.

Canion-Itaimbezinho-Mirante-do-Urubu-Cambara-do-sul

Trilha do Vértice
São 1,5 km de ida e volta, em uma trilha ainda mais leve que a do Cotovelo. São muitos mirantes ao longo do caminho, com vista pra Cachoeira das Andorinhas e pra Cachoeira Véu da Noiva.

Fiquei pouco mais de 3h no Parque e consegui conhecer tudo com calma, e achei muito tranquilo de fazer as trilhas sem guia.

Saindo de lá, fui pro centro de Cambará do Sul almoçar em um dos únicos restaurantes que estavam abertos de tarde, o A Taberna. A comida e o atendimento foram bons, e dois risotos e duas águas custaram R$ 66,00 pra duas pessoas.

Eu não fiz reserva antes, mas já tinha pesquisado e decidido que ficaria na Pousada Recanto Sul. No Booking, a diária era R$ 150,00, mas reservando na hora foi R$ 120,00 pra duas pessoas com café da manhã. A pousada é simples, mas bem limpa, o chuveiro é quente (importantíssimo em um lugar frio como Cambará do Sul) e o café da manhã é bom.
Jantei na Lancheria Bom Gosto, que tem um xis muito famoso em Cambará do Sul, e a conta ficou R$ 44,00 pra duas pessoas.

Dia 2 – Cânion Fortaleza

Saí da pousada perto das 10h30 e percorri 19 km até o Parque Nacional da Serra Geral. Os últimos 8 km são de estrada de terra, mas achei tranquilos de serem percorridos com carros baixos e que não tenham 4×4, apesar de ter lido o contrário na internet.

O Parque não cobra entrada e não tem estrutura nenhuma, mas as trilhas são bem sinalizadas. Vale bastante a pena fazer as trilhas sem guia, já que é fácil e dá pra aproveitar sem pressa.

Parque-nacional-da-serra-geral-Canion-Fortaleza-Cambara-do-Sul

Eu fiz as três trilhas do Parque e achei todas tranquilas e leves, e vi muitos idosos e pessoas com crianças fazendo sem problemas.

Trilha do Mirante
É a trilha de onde se tem a melhor vista dos cânions. Ela começa no final da estrada que atravessa o Parque e são 3 km de ida e volta. Demorei 25 minutos pra chegar até o fim da trilha e poder apreciar a paisagem incrível dos cânions.

Trilha da Cachoeira do Tigre Preto
É uma trilha bem curta e, mesmo tendo que caminhar pelas pedras molhadas da Cachoeira do Tigre Preto, fácil. São 2 km ida e volta, passando por cima da cachoeira.

Trilha da Pedra do Segredo
É a continuação da trilha da Cachoeira do Tigre Preto. Basta caminhar mais uns 500 metros pra chegar até a Pedra do Segredo, um bloco monolítico de 5 metros de altura e 30 toneladas que se equilibra em uma base de 50 centímetros.

Pedra-do-segredo-Canion-Fortaleza-Cambara-do-Sul.JPG

Levei pouco mais de 3 horas pra fazer as três trilhas com calma, tirando muitas fotos ao longo do caminho.

Saindo de lá, almocei em Cambará do Sul (R$ 32,00 pra duas pessoas) e voltei pra Porto Alegre.
No total, foram 542 km rodados, gastando R$ 179,00 de gasolina.
O custo total dos dois dias em Cambará do Sul, conhecendo os cânions Itaimbezinho e Fortaleza, foi de R$ 441,00 pra duas pessoas, ou R$ 220,50 por pessoa.

Essa região é imperdível não só pra quem vai à serra gaúcha com tempo, mas especialmente pra quem mora no Rio Grande do Sul. Ainda não conhecia Cambará do Sul, mas já pretendo voltar em breve pra conhecer ainda mais.

Pra quem quiser acompanhar, tem vídeos no meu IGTV mostrando mais um pouco desses dois dias!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s