Roteiro de 7 dias no Chile: o que fazer no Deserto do Atacama

Opções de passeios não faltam para quem vai ao Deserto do Atacama. Escolhi ficar 7 dias para conhecer tudo o que mais queria com calma, mas ainda teria programação para muitos outros dias se ficasse mais.

Achei 7 dias um tempo muito bom, já que é uma viagem cansativa não só para chegar, mas também estando lá.

Para chegar até San Pedro de Atacama eu viajei um dia inteiro. Saí de Porto Alegre às 8h, fiz uma conexão de 1h30 em Buenos Aires e segui até Santiago. Esperei por 3h até meu voo com a low cost chilena JetSMART e cheguei em Calama, o aeroporto mais perto do Atacama, às 18h30.

Aeroporto-Santiago-Chile-Finger

Para sair do aeroporto de Calama e chegar em San Pedro de Atacama eu usei o transfer da Transvip, que contratei já no aeroporto de Calama, sem reservas. O trecho custa 12.000 pesos chilenos, mas comprando ida e volta juntos, como eu fiz, o preço é 20.000 pesos.

A van é compartilhada e foi rápido de esperar por outros passageiros para que ela fosse toda ocupada. O trajeto até o Atacama dura cerca de 1h30, e só achei cansativo quando já estávamos em San Pedro, já que a van deixa cada passageiro no seu hostel, e eu fui uma das últimas.

Estrada-Calama-San-Pedro-Atacama-Chile

Depois de mais de 12h de viagem, cheguei no hostel no qual me hospedei e descansei para começar os passeios no dia seguinte.

Eu fechei, ainda no Brasil, os passeios do Valle de la Luna, Tour Astronômico, Lagunas Altiplânicas, Geysers El Tatio e Laguna Cejar, que fazem parte do pacote Atacama Essencial, e as Termas de Puritama com a Do Brasil para o Mundo.

Dá pra pagar em real, sem IOF, parcelando (em até 3x sem juros ou 10x com juros!) ou com 10% de desconto no boleto bancário pelo site da Do Brasil para o Mundo! Gostei muito de já chegar com esses passeios escolhidos e pagos e não precisar procurar agências em San Pedro.

Dia 1

Meu primeiro passeio foi o Valle de la Luna, um dos mais clássicos do Atacama. Deixar esse passeio para o primeiro dia foi uma ótima escolha, já que a saída acontece às 16h, por isso eu tive tempo de descansar, me acostumar um pouco com a altitude de San Pedro, que fica a 2.400 metros, trocar dinheiro e comprar água antes de sair.

Valle-de-la-Luna-Atacama-Chile

Cheguei do Valle de la Luna por volta das 20h, jantei no centro de San Pedro e às 21h foi a saída para o Tour Astronômico.

Para quem também pretende fazer o passeio (esse era um dos que eu mais estava ansiosa para fazer, já que o Atacama é um dos melhores lugares do mundo para se observar o céu!), é importante pensar nesse passeio antes mesmo de comprar as passagens.

Tour-astronomico-Atacama-Chile

Na lua cheia o passeio não acontece (e não é só durante a lua cheia, já que alguns dias antes a luminosidade da lua já atrapalha a observação e os passeios são interrompidos), e a lua nova é o melhor período de visibilidade.

Eu chegaria no Atacama na noite do último dia da lua nova, mas queria tanto ver o céu do Atacama no seu melhor período que cancelei a passagem que tinha comprado (aproveitei que a companhia aérea atrasou meu voo em 5 horas para pedir o reembolso integral e comprar outra promoção, até mais barata) e antecipei meu voo de ida para o primeiro dia da lua nova. Pelo foto dá para ver que valeu a pena, né?

Dia 2

No segundo dia de viagem eu conheci as Lagunas Altiplânicas, um dos passeios mais lindos que fiz no Atacama.

Lagunas-Altiplanicas-Miniques-Atacama-Chile

A altitude das lagunas é de 4.200 metros, por isso é importante ir bem agasalhado, levar muita água (levei 3 litros e bebi quase tudo!) e ingerir comidas leves antes de ir, já que o passeio dura o dia inteiro (a saída foi às 7h) e os efeitos da altitude podem ser bem fortes por lá.

Dia 3

De manhã eu conheci os Geysers El Tatio, mais um lugar em que faz muito frio e que a altitude é bastante elevada. Esse é o passeio em que a saída acontece mais cedo (4h10 eu já estava na van!), por isso é provavelmente o dia mais frio de uma viagem ao Atacama em qualquer época do ano. Já listei todos os passeios em que mais faz frio ou calor no Atacama aqui.

Geysers-el-Tatio-Atacama-Chile

Voltei a San Pedro por volta das 12h, e às 15h saí para o passeio da Laguna Cejar. Depois da laguna, o passeio passa pela Laguna Tebinquiche e acaba com um happy hour nos Ojos del Salar.

Laguna-Cejar-Atacama-Chile

Dia 4

Os três passeios seguintes eu fechei, já no Atacama, pelo WhatsApp com a Deyd no Atacama. No quarto dia de viagem eu conheci o Valle del Arcoiris, passeio que sai por volta das 8h e retorna a San Pedro às 13h30.

Valle-del-Arcoiris-Atacama-Chile

A princípio eu faria o Valle del Arcoiris de manhã e Lagunas Escondidas à tarde, mas como desisti de um passeio de um dia inteiro que eu faria, deixei os passeios em dias diferentes e pude descansar à tarde. Aconselho muito que quem tiver tempo coloque alguns turnos de descanso no roteiro, porque essa é uma viagem que eu achei cansativa (pela altitude, pelo clima seco, e, claro, por serem muitos passeios, alguns com duração de quase 10h).

Dia 5

Por volta das 8h foi a saída para o Salar de Tara. Apesar do horário marcado para a chegada em San Pedro ser às 15h30, chegamos quase 18h30 (eram tantas paisagens lindas – e um grupo animado de brasileiros – que paramos muitas vezes ao longo do caminho), por isso é bom considerar que esse é um passeio de um dia inteiro, e só marcar outro para o mesmo dia se for o Tour Astronômico.

Salar-de-Tara-Atacama-Chile

Dia 6

Descansei de manhã, e à tarde conheci as Lagunas Escondidas de Baltinache (a saída aconteceu às 13h30). Depois de flutuar nas águas lindas e geladas, o passeio acabou com um happy hour no Magic Bus, um ônibus abandonado no meio do deserto, próximo ao Valle de la Luna.

Dia 7

Meu último passeio no Atacama foi para conhecer as Termas de Puritama. São dois turnos de visitação, e eu escolhi a manhã (a entrada é mais cara, mas as termas estão mais vazias e sem tanto vento) para relaxar por lá. Vale a pena deixar as Termas de Puritama para o último dia do roteiro e ter esse descanso merecido depois de tantos passeios!

Termas-de-Puritama-Atacama-Chile

Foram 7 dias muito bem aproveitados! Considero que o ideal seja ficar pelo menos 4 dias inteiros no Atacama para curtir com calma o que o destino tem de melhor. Adorei e já não vejo a hora de voltar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s